Eu já tinha feito o chamado para o Show do Bernardo do Espinhaço, no Instagram do FuiAcampar, porque estava prevendo que seria uma experiência única e agora posso contar que realmente foi!

Já faz alguns anos que acompanho o trabalho do Bernardo (@bernardodoespinhaco), que me conquistou desde as primeiras músicas que ouvi. Ele é playlist certeira aqui em casa, no carro e nas viagens. Depois de acompanhar o trabalho dele de longe, devido à alguns (muitos!) amigos em comum, já tínhamos nos conhecido pessoalmente em um show que ele fez em no Hotel Donati, em Itatiaia em 2017. Quando soube que ele iria fazer uma turnê chamada Mirantes do Sul, logo tratei de descobrir qual seria o show mais perto de Floripa!

O local era Orleans, cidadezinha no interior de Santa Catarina que eu nem conhecia! Comprei as entradas para mim, para o Mario e ainda juntamos mais dois amigos para a trip, o Edson Maia e a Thais. Vacina no braço, ingressos comprados, carro abastecido e partimos rumo a Orleans!

Saímos de Floripa sábado de manhã chegamos em Orleans antes do meio dia. A cidade era simpática, mas foi só uma passagem rápida, porque nosso destino era no interior da cidade em um local chamado Pouso Minador, onde aconteceria o show, a cerca de 1h do centrinho de Orleans. A paisagem era linda, a estradinha estava boa e cruzava por rios, plantações e casinhas perdidas no meio do nada. Só nos últimos quilômetros que o carro sofreu um pouco devido à estrada. Para chegar lá precisamos cruzar 2 rios, o que só foi possível devido à seca, pois nosso carro, um Honda Fit, é bem baixo. Fica o alerta de que em tempos que os rios estão cheios, só é possível chegar lá de 4×4!

Quando chegamos no local o clima estava super fechado e às vezes caia um chuvisco, nem dava para ver a paisagem ao redor! Montamos as barracas em um local próximo da sede da fazenda e preparamos nosso almoço, regado a vinho, muitas risadas e com a felicidade leve, de quem está fora da rotina, sentindo a vida.

Na hora do show, que deveria ser ao pôr do sol, fomos para o local indicado. Não tinha sol, mas isso não tirou em nada a magia. Eu não vou falar sobre o show, porque é uma experiência que, quem foi viveu, cantou, sentiu, e quem não foi, não vai entender. Tem que ir no próximo!

Foto: Mario Nery

De noite choveu, mas quando amanheceu, tivemos um baque no coração quando abrimos a barraca e entendemos a magnitude do local onde estávamos. A paisagem das montanhas era arrebatadora. O Pouso Minador (@pousominador) fica em uma parte baixa, na divisa com o Parque Nacional de São Joaquim e Parque Estadual da Serra Furada em um lugar de beleza exuberante! Eles estão começando a receber pessoas para acampar, mediante agendamento.

De manhã o Léo Baschirotto (@leodasmontanhas) que é condutor local no Parque de São Joaquim e no Parque da Serra Furada levou algumas pessoas em uma trilha até duas cachoeiras lindas próximas da sede da fazenda. Infelizmente não fomos precisávamos pegar a estrada de voltar mais cedo.

Eu já agradeci ao Bernardo pessoalmente, mas agora gradeço também publicamente por ele ter tido a iniciativa (e a coragem) de fazer um show nesse momento em que vivemos. Por ter nos permitido viver uma experiência de estar em meio àquelas montanhas, cercados de amigos, de barracas, com conversa solta, risadas e troca de ideias, essas coisas que todos nós estamos precisando viver depois de mais de um ano confinados dentro de casa.

Para quem não conhece, o Bernardo do Espinhaço é o Cantor dos Montanhistas, um amigo, poeta e músico mineiro que com muita sensibilidade e amor pelas montanhas consegue traduzir em versos e músicas o que muitos de nós sentimos quando estamos conectados com nós mesmos e com a natureza ao nosso redor. São músicas de uma beleza profunda, de paz, reflexão e sentimento. Ele não anda pelos caminhos superficiais e comerciais, é outra levada.

Se você ficou no mínimo curioso sobre o trabalho do Bernardo vai a dica de 6 músicas que vão arrebatar seu coração, se você estiver “pronto” para isso.

Agora, se você tiver a oportunidade de ir para o Show de Maquiné (RS), em Botucatu (SP), Morro Redondo (MG), Itatiaia (RJ), São Bento do Sapucaí (SP), ou outro lugar que ele venha a fazer, VÁ… Se joga, viva a experiência, acampe, converse com as pessoas, reconecte-se consigo, com a natureza. Acredito que você não vai se arrepender!

Vacina no braço e bora voltar a viver!

Foto: Mario Nery


Obs 1: Entre para o nosso CANAL do TELEGRAM ou para o nosso GRUPO DO WHATSAPP e receba notificação de tudo que postamos aqui no site.

Obs 2: Ajude a manter esse site funcionando! Apoie financeiramente o FuiAcampar.

Luiza Campello

Porto-alegrense, mochileira, campista e formada em turismo. Um dia ela resolveu unir todas suas paixões: natureza, viagens, campismo, biologia, geologia, turismo e se tornou co-fundadora deste site.