Essa é um questionamento super simples mas que merece ser esclarecido afinal, nem todo campista nasce sabendo todos os termos que se usa para diferenciar as barracas.

Então, afinal, o que são barracas autoportantes?

É bastante simples… são barracas que ficam em pé (montadas) mesmo sem colocar espeques para fixar ela ao solo. Normalmente as barracas do modelo iglu são autoportantes ou semi autoportantes.

Vantagens

Uma das vantagens das barracas autoportantes é que facilita na hora da escolha do local onde ela será fixada, já que é possível caminhar pelo terreno com ela já armada, arrastar para um lado ou outro até escolher o melhor ponto.

Além disso outra característica importante é que ela pode ser armada sobre um piso de cimento ou rocha. Pode ser usada em eventos que ocorrem dentro de locais fechados ou ginásios, ou você pode usar até mesmo para acampar na fila de espera daquele show imperdível.

Barraca Cota 2 - autoportante Barraca 2 seconds Barraca Falcon 2 - autoportante Barraca Dalar - autoportante
<
>
Barraca Cota - Trilhas e Rumos

No Brasil hoje em dia há uma carência de barracas técnicas, pequenas e autoportantes.

Barracas NÃO autoportantes

A maior parte dos modelos que não são autoportantes são barracas pequenas, de formato tubular, com uma vareta apenas ou varetas paralelas. São barracas mais técnicas e leves, normalmente para público de montanha. O principal problema das barracas não auto portantes é que seu uso fica limitado apenas para locais com terra, grama ou areia. Veja nas fotos abaixo alguns exemplos de barracas NÃO Autoportantes.

Barraca Forclaz 2 - não autoportante Barraca Flash 2 - não autoportante Barraca Everest 1 - não autoportante Barraca Mini Pack - não autportante Barraca Bivak 1 - não autoportante-
<
>
Barraca Flash - Trilhas e Rumos

Barracas semi autoportantes

É uma denominação bem pouco usada, mas significa que o quarto é autoportante, mas o sobreteto ou avancê, não é.

Isso acontece por exemplo com alguns modelos que possuem um avanço grande como a Indy, a Zeus, Super esquilo, etc., ou também com modelos que além da estrutura do quarto possuem uma vareta única para a sustentação do sobreteto, fazendo com que ele precise ser fixado ao chão para ficar devidamente montado.

Eventualmente as marcas denominam alguns modelos que consideramos semi autoportantes como sendo autoportantes, mas como não há quem normatize fica assim mesmo. Até porque se essa classificação estivesse relacionada apenas à parte do quarto, seriam mesmo autoportantes.

Barraca Takoma - semi autoportante Barraca Vênus 3 - semi autoportante Barraca Indy 3.4 - semi autoportante
<
>
Barraca Vênus - Guepardo

Enjambrações

Para algumas barracas que não são autoportantes a imaginação dos campistas é sem limites para tentar encontrar formas de resolver esse “probleminha”.

É possível fazer a Nepal ou a Mini Pack ficarem montadas sem os espeques usando cordeletes amarrados a pedras nos pontos de fixação. Quanto mais pesadas as pedras mais firme ficará a estrutura, mas obviamente nunca será a mesma coisa que se estivessem com os espeques, é apenas uma enjambração para poder montar e dormir nelas em solo duro.

Outra enjambração, também com a Mini Pack foi inventada pelo pessoal do Onde Pedalar.  Veja a explicação no vídeo abaixo.

Se você souber de outras enjambrações para transformar barracas não autoportantes em barracas autoportantes, deixe um comentário abaixo, para podermos acrescentar aqui no artigo.


COMPARTILHAR
Porto-alegrense, mochileira, campista e formada em turismo. Um dia ela resolveu unir todas suas paixões: natureza, viagens, campismo, biologia, geologia, turismo e se tornou co-fundadora deste site.