“Mundo Virado” é um livro um tanto inusitado. A leitura começa virando o livro de cabeça para baixo! E você não precisa ler o livro linearmente, do início para o fim, já que suas histórias não acontecem em ordem cronológica. O aventureiro que nos conduz por suas páginas é Roberto Colaço. Quando criança, ele olhou um mapa-múndi de cabeça para baixo e começou a entender o mundo sob seu próprio ângulo e suas próprias teorias. Era assim que nascia o desejo do viajante de botar os pés no mundo… Anos mais tarde, já um senhor (senhor?) aposentado, Roberto foi ao consultório geriátrico e saiu de lá com uma ideia: sair viajando pelo mundo (América do Sul) em um motorhome, que depois passou a ser chamado por ele de Casa Rodante. Assim, a ideia foi muito além de um simples sonho, desses que acaba morrendo perdido entre os afazeres da rotina diária. Nove meses depois de sair do consultório, ele embarcou em sua primeira viagem… Na sequência, vieram muitas outras! Em 6 anos (de 2006 a 2011), o aventureiro percorreu quase 200.000 km em sua Casa Rodante passando por Brasil, Paraguai, Uruguai, Chile, Argentina, Peru, Bolívia, Venezuela e Guiana.

A viagem começa por um dos locais que é sonho de consumo de muitos viajantes: a Patagônia! Depois, Roberto nos conduz por muitas histórias e belas fotografias dos quatro cantos da América do Sul, muitas delas fora dos locais turísticos tradicionais. As histórias, e suas reflexões sobre elas, são interessantes: deu carona para alpinistas franceses, para mergulhadores coletores de mariscos, rodou 1500 km pela Ruta 40 na Patagônia por um erro de comunicação, conheceu viajantes ciclistas, circulou pela Humberstone (a cidade fantasma chilena), viajou pelas águas do Rio São Francisco, por suas margens e ainda foi até sua nascente, na Serra da Canastra. Quanto a isso, ele escreve:

“Sobre o nascimento nada a dizer a não ser que o rio nasce como a gente. Nasce bem pequeninho e sai de um buraquinho ainda mais pequeninho chamado “olho d’água”. A nascente é tão pequena que tem uma placa avisando: “nascente”.

Andou também pelas bandas do Norte do Brasil, descobrindo a Ilha de Marajó e outros encantos da Amazônia. No Nordeste, aprendeu sobre o sal como tempero para as comidas e para a vida. E foi criando suas próprias teorias sobre o mundo e sempre refletindo sobre a atuação do homem sobre o nosso mundo virado.

São todas histórias reais, vividas em carne e osso, e bastante imaginação! Com seu motorhome, muita coragem e curiosidade, ele adentra pelas estradas, recantos, cidades e vilas, enveredando-se por paisagens onde vive todo tipo de gente. E traz para os leitores muito conteúdo relacionado a fatos históricos, culturais, pessoas, atitudes – e isso talvez seja o tempero (o sal) que dá um encanto especial ao livro.   A leitura é leve e agradável, com pequenas sacadas que só viajantes-escritores conseguem transmitir.  Se você é um viajante, vai adorar o livro! Se você gostaria de ser um viajante, o livro pode ser aquele pontapé que falta para você se levantar e correr atrás do seu sonho de desbravar o mundo, seja a pé, de carro, de trailer, de motorhome, de bike, de burro, de patins…


Galeria de Fotos

Mundo Virado_00 Mundo Virado_01 Mundo Virado_02 Mundo Virado_03 Mundo Virado_04 Mundo Virado_05 Mundo Virado_06 Mundo Virado_07 Mundo Virado_08 Mundo Virado_09
<
>

Serviço

Livro: Mundo Virado – Revirando a América do Sul Autor: Roberto Luiz Colaço Valor: R$39,00 ou R$29,90 (direto com o autor, em Florianópolis)Site: http://www.mundovirado.com.br/Facebook: https://facebook.com/mundo.virado


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma doação de R$15 (ou outros valores) e nos ajude a manter o site funcionando e com novos artigos! Pense...  R$15 é menos que a diária de um camping e colaborando aqui você sempre terá aqui informações para continuar acampando por anos e anos! É barato e super simples e para nós faz toda diferença. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPousada Fazenda Veredas
Próximo artigoTour Camping Chalés
Porto-alegrense, mochileira, campista e formada em turismo. Um dia ela resolveu unir todas suas paixões: natureza, viagens, campismo, biologia, geologia, turismo e se tornou co-fundadora deste site.