Aumenta a cada dia o número de pessoas que procura realizar atividades ao ar livre. Nosso objetivo aqui é, de forma simples, demonstrar como proceder em situações de emergência em uma aventura. Nesse artigo abordamos sobre procedimentos para lidar com diferentes intensidades de queimaduras.


Em qualquer atividade ao ar livre, sempre estamos expostos a alguns tipos de queimaduras. Seja as mais simples, causadas pelo excesso de sol ou ainda por um fogareiro, panela quente, água fervente, seja por uma fogueira e uma roda de amigos… Mas todo cuidado é pouco!

Há três classe de queimaduras. Confere abaixo os tipos de queimaduras e o que fazer com cada uma delas:

 

Graus de queimaduras

Queimadura de Primeiro Grau

São queimaduras leves, que atingem apenas a camada superficial da pele, a epiderme. Ela deixa a região da pele atingida vermelha e dolorida. Um dos exemplos de queimaduras de primeiro grau é a exposição direta ao sol sem protetor solar, mas ela também pode ser causada por derramar uma água fervente, encostar em uma panela quente, entre outros descuidos. Nestes casos o atendimento não requer grandes preocupações. Para aliviar a dor, aplique água gelada. Existem algumas pomadas para queimaduras que fazem uma anestesia superficial no local queimado, mas jamais aplique sem ter certeza de que não haverá algum tipo de reação alérgica.

Queimadura de Segundo Grau

Trata-se de uma queimadura que passa das primeiras camadas da pele. É muito dolorida e com bolhas. Neste caso o local da queimadura deve ser colocado debaixo de água corrente limpa (de preferência gelada), permanecendo por pelo menos 5 minutos para diminuição da dor. Não coloque pasta de dente, nem clara de ovo, ou qualquer outra coisa – essas “receitas” são mitos. Só aplique qualquer pomada indicada para queimaduras se você tem certeza de que ela não irá causar qualquer reação alérgica.

Jamais estoure as bolhas. Mas, caso isso aconteça, não corte a pele que ficou “solta”. Apenas lave a queimadura com soro fisiológico e mantenha o local protegido com um plástico ou um pano limpo e úmido (evite algodão) para impedir a entrada de bactérias. Se a queimadura for de grande extensão, é importante acalmar a vítima e deslocá-la para o  atendimento médico especializado.

Queimadura de Terceiro Grau

É o tipo de queimadura mais complicado, já que é mais profunda. Caracteriza-se pelo derretimento da pele, atingindo sistemas sensoriais e pode chegar aos ossos. Sobre a queimadura não deve ser colocado nada além de água corrente (limpa) ou soro fisiológico. O local atingido deve ser coberto com um plástico ou pano limpo e úmido (evite algodão) para isolar a área e impedir a entrada de bactérias, evitando problemas de infecção. Nesses casos, mesmo se a lesão for pequena, a pessoa deve ser deslocada para um atendimento adequado. Dependendo do tamanho da queimadura, a vítima pode entrar em estado de choque.


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma doação de R$15 (ou outros valores) e nos ajude a manter o site funcionando e com novos artigos! Pense...  R$15 é menos que a diária de um camping e colaborando aqui você sempre terá aqui informações para continuar acampando por anos e anos! É barato e super simples e para nós faz toda diferença. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorParque Recreativo dos Martins
Próximo artigoPrimeiros Socorros para Hipotermia
Técnico em Segurança do Trabalho, já trabalhou voluntariamente como resgatista e atualmente trabalha no Instituto do Câncer Infantil e realiza palestras sobre Primeiros Socorros.
  • Ricardo

    material muito bom.