Campistas estão a maior parte do tempo ao ar livre e muitas vezes à mercê das condições climáticas, como a exposição ao sol, que nem sempre é aliado das aventuras. Sol demais pode trazer prejuízos ao corpo, e um desses problemas é a insolação. Nesse artigo, explicamos um pouco o que é isso, como prevenir, identificar e o que fazer quando o sol se torna um inimigo.


A insolação acontece quando a temperatura corporal aumenta muito e rapidamente, de modo que apenas o suor não dá conta de fazer o resfriamento do corpo.

O que causa a insolação

Ela é causada pela exposição direta e prolongada ao sol forte ou pela grande intensidade de calor. Ela normalmente inicia com um quadro de desidratação  (pela perda de suor, sem a reposição adequada dos líquidos) e vai evoluindo para níveis mais sérios.

A insolação pode ser apenas leve ou chegar a situações graves, ocasionando inclusive perda de consciência e morte, se não houver intervenção médica para baixar a temperatura corporal e reidratar a vítima. Quanto antes identificado o problema, mais fácil o tratamento.

Sintomas de insolação

A vítima de insolação começa sentindo dor de cabeça, tontura, náusea e a pele quente. Logo depois, se não for tratada, o pulso acelera, a visão fica embaçada, a respiração vai ficando mais difícil e a pessoa geralmente desmaia. Em estado avançado de insolação, pode acontecer a perda de consciência, que pode levar à má oxigenação do cérebro, fazendo com que a pessoa possa ter lesões cerebrais irreversíveis. Confira abaixo os sintomas:

– Cefaleia (dor de cabeça)
– Tonteira
– Náusea
– Pele quente e seca (não há suor)
– Pulso rápido
– Temperatura elevada
– Distúrbios visuais
– Respiração rápida e difícil

Como prevenir insolação

Evite se expor ao sol no horário das 12h às 15h, que é considerado o período de sol mais forte.

Use filtro solar e reaplique de tempos em tempos de acordo com a indicação na embalagem. Isso evita as queimaduras.

Hidrate-se com água, isotônicos ou sucos. Um dos líquidos mais recomendados para hidratação é a água de coco, mas cuidado para não ingerir em excesso já que ela é um laxante natural.

Proteja a cabeça do sol usando bonés, bandanas e chapéus. Uma dica legal é manter a cabeça molhada. Se estiver com uma bandana, molhe ela, pois isso mantém mais baixa a temperatura da cabeça e dá uma sensação agradável.

Use roupas leves e soltas, nada que fique apertado no corpo, dificultando a transpiração e aumentando a sensação de calor.

Use óculos escuros para proteger a visão.

Use guarda sol ou barracas de algodão ou lona, já que elas oferecem mais proteção que as de nylon.

Tratamento da insolação

Caso seja identificado os sintomas de insolação, atenção às dicas abaixo. São todas bastante simples e fáceis de serem executadas:

– Mantenha a pessoa em repouso e recostada, com a cabeça sempre elevada.

– Leve o aventureiro para um lugar fresco, na sombra,  passe água pelo corpo e aplique compressas com água fresca na testa e principalmente nas articulações (pescoço, nas axilas e nas virilhas), para ajudar a baixar a temperatura.

– Deixe a pessoa o mais arejada possível, removendo parte da sua roupa (se possível, deixar somente com roupas intimas).

– Faça a pessoa beber água, não muito gelada, nem em grandes quantidades. O ideal é uma água fresca, que deve ser bebida aos pouquinhos. Podem ser ingeridos outros líquidos também, como sucos ou isotônicos, mas nada de bebidas alcóolicas.

– Se a temperatura corporal não diminuir e a pessoa não melhorar, procure ajuda médica com urgência. Não deixe que a situação se agrave ao ponto de ocorrer perda de consciência. Em casos graves, a pessoa pode sofrer até mesmo uma Parada Cardiorrespiratória (PCR), que poderá levar à morte.

Vale ressaltar que, mesmo que a vítima se sinta melhor, ela não poderá ficar novamente exposta ao sol pelo menos até o dia seguinte.


O sol pode ser um grande amigo e ao mesmo tempo um grande inimigo das pessoas que realizam atividades ao ar livre.

É importante saber a hora de fugir dele!


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma doação de R$15 (ou outros valores) e nos ajude a manter o site funcionando e com novos artigos! Pense...  R$15 é menos que a diária de um camping e colaborando aqui você sempre terá aqui informações para continuar acampando por anos e anos! É barato e super simples e para nós faz toda diferença. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCamping do Senandes
Próximo artigoCamping Vila do Surf
Técnico em Segurança do Trabalho, já trabalhou voluntariamente como resgatista e atualmente trabalha no Instituto do Câncer Infantil e realiza palestras sobre Primeiros Socorros.