Próximo ao conhecido Cânion Itaimbezinho, localizado entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina, existe uma outra grandiosa obra da natureza: o Cânion Fortaleza. Ele não é tão famoso quanto o vizinho, mas não perde nada nos quesitos beleza e opções de trilhas! Aliás, o Fortaleza é ainda mais profundo que o Itaimbezinho: o primeiro chega a 900 m de profundidade, enquanto o segundo vai “só” até 720 m.

Cânion Fortaleza (Foto: Gustavo Valentim)

O cânion Fortaleza é o principal atrativo do Parque Nacional da Serra Geral, que engloba também outros dois cânions: Malacara e Churriado. O parque está situado na divisa entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina, assim como o Parque Nacional de Aparados da Serra. Ambos os parques são administrados pelo ICMBio. O acesso se dá pela cidade de Cambará do Sul (RS). A estrada que leva do centro da cidade até o Fortaleza (CS-012, 22 km) está parcialmente asfaltada e uma boa parcela do trajeto é em estrada de chão (em más condições quando visitamos…). O Fortaleza é o único dos cânions do parque que pode ser visitado sem acompanhamento de um condutor; para conhecer os outros, é preciso entrar em contato com guias credenciados ou agências locais.

Localização do cânion Fortaleza – Ver mapa ampliado


No cânion Fortaleza, é possível realizar três trilhas seguindo a borda do cânion, todas relativamente leves.

Trilha do Mirante: Proporciona a visão mais grandiosa do cânion e, em dias de céu aberto, é possível ver até o litoral gaúcho. É realmente uma vista de tirar o fôlego! E a caminhada até lá (cerca de 1,5 km a partir do estacionamento) é tranquila. É bom sentar, apreciar a paisagem, olhar o rio passando lá embaixo e as quedas d’água nas paredes do cânion – isso se você der sorte e não tiver neblina.

Trilha da Cachoeira do Tigre Preto: Após a Trilha do Mirante, você pode seguir para esta trilha, que leva até a Cachoeira do Tigre Preto. São três quedas d’água que, juntas, chegam a 400 m de altura. A trilha passa por cima dela e, seguindo adiante, avista-se ela de frente.

Trilha da Pedra do Segredo: Depois de conhecer a cachoeira, é só seguir por mais uns 500 m e será possível avistar a Pedra do Segredo. Trata-se de um bloco de pedra de 5 m de altura que está equilibrado em uma mísera base de 50 cm. Mas não é permitido chegar até a base dela.

Há ainda uma trilha que pode ser feita por dentro do cânion Malacara, com acesso pela cidade de Praia Grande, na parte de baixo do parque, que está situada no estado de Santa Catarina.

Trilha do Malacara: A trilha entra por dentro do cânion e proporciona uma linda visão dos paredões. O nível de dificuldade é médio, já que apesar de ser relativamente curta (3h a 4h), o caminho se dá 90% sobre rochas do leito do rio, o que é bastante cansativo. Durante a trilha, é possível tomar um banho nas piscinas naturais do rio e avistar muita fauna e flora, além dos impressionantes paredões. Para fazer a trilha, é obrigatória a presença de guia.


Diferentemente do Itaimbezinho, o Fortaleza dispõe de pouca (ou nenhuma) estrutura para os visitantes. Não é preciso pagar ingresso, não há recepção, não há restaurante. Talvez por isso, por ser mais “selvagem”, ele atraia um público mais aventureiro e não tão turista. Mas existe um horário de visitação: a entrada é permitida das 8h às 17h (o parque fecha às 18h) e, no horário de verão, das 8h às 18h (o parque fecha às 20h).

Para quem pensa em montar a sua barraca na beira do cânion, uma notícia ruim: não é permitido acampar no parque. No entanto, existe um camping próximo, na estrada que leva ao cânion: Paradouro Fortaleza. É um local sem uma grande infraestrutura, mas é o mais perto do cânion que você vai conseguir ficar! Nos arredores de Cambará do Sul, também existem alguns campings: Pousada PindoramaPampa Rural Pesca e Lazer e Camping Fazenda Capão Alto. Todos esses campings foram visitados pela Equipe FuiAcampar em março de 2012.

Para quem quiser ficar na base dos cânions, na cidade de Praia Grande (SC) você encontra o Camping Malacara, que está localizado bem no início da trilha do cânion Malacara.


Referências: Cambará On-line e ICMBio

Aqui você pode conferir as condições atualizadas de visibilidade nos cânions Itaimbezinho e Fortaleza: http://twitter.com/PNAS_PNSG


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma pequena doação, o quanto você puder pagar... Essa é uma forma de manter nosso site funcionando. Qualquer valor para nós faz toda diferença para ajudar a manter o site no ar. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!