Um dos grandes atrativos naturais do Sul do Brasil é, sem dúvida, os cânions que existem na região. Não só por sua beleza, os cânions também atraem visitantes ávidos por aventura!

O Cânion Itaimbezinho, situado entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina, é o mais conhecido e visitado da Região Sul. O acesso à parte de cima se dá por Cambará do Sul (RS) e, à parte de baixo, por Praia Grande (SC). Suas paredes, esculpidas por um longo processo geológico há milhões de anos, alcançam 720 m de profundidade. As araucárias, características da região dos Campos de Cima da Serra, embelezam a paisagem na beira dos paredões.

FuiAcampar

O Cânion Itaimbezinho faz parte do Parque Nacional de Aparados da Serra, unidade de conservação criada em 1959 com o objetivo de preservar o ecossistema local. O Parque é administrado pelo ICMBio, assim como o Parque Nacional da Serra Geral, do qual faz parte o Cânion Fortaleza, outro grande atrativo do Rio Grande do Sul.


Visualizar Campings em um mapa maior

No mapa acima você pode ver as marcações da entrada do Parque e do Centro de Visitantes e sede do Parque Nacional. Logo ao lado, é possível visualizar as crateras que são o motivo das visitas ao local. Por ali, existem 3 trilhas que permitem explorar o cânion e visualizá-lo de diferentes ângulos. O Itaimbezinho é um atrativo não só para os amantes da natureza e da aventura, mas para todos que gostam de apreciar belas paisagens. Não precisa ser nenhum expert em trilhas para conhecer os cânions.


Trilha do Vértice: É a mais curta (1,4 km de extensão, 45min ida e volta) e realizada na parte de cima do cânion. Pode ser realizada independentemente, por pessoas de qualquer idade. No percurso, há sinalização e mirantes, que permitem ver a Cascata das Andorinhas, a Cascata Véu da Noiva e o vértice do cânion que dá nome à trilha.

Trilha do Cotovelo: É um pouco mais longa (6,3 km de extensão, 2h30 ida e volta), mas não exige grande esforço físico. Fica também na parte alta do cânion. Também é possível ver cascatas, mas o ponto alto é a vista do Rio do Boi, que corre na base do cânion.

Trilha do Rio do Boi: É a mais exigente e longa (8,3 km de extensão, 5h a 7h de duração). É realizada na parte de baixo do cânion, ou seja, é uma imensidão de rochas acima! No percurso, as pedras e as águas do rio dificultam a caminhada, mas são também o grande diferencial da trilha! O verão ainda proporciona ótimos banhos de cachoeira! Para realizar essa trilha, é necessário acompanhamento de guia turístico, um pouco mais de preparo e é preciso ir até Praia Grande (SC) para iniciá-la.


O Parque é aberto à visitação de terça a domingo, das 8h às 17h (permanência no Parque até 18h). O valor dos ingressos é de R$ 6,50 por pessoa. Para veículos, o valor é de R$ 5,00 para automóveis, R$ 10,00 para ônibus e R$ 3,00 para motos.

Para quem estava pensando em acampar na beira do Itaimbezinho, pode abandonar a ideia: não é permitido acampar no Parque. Existem campings na cidade que servem de base para a visita aos cânions, todos visitados pela Equipe FuiAcampar: Pousada PindoramaPampa Rural Pesca e LazerCamping Fazendo Capão Alto e Paradouro Fortalezaeste último no caminho para o Cânion Fortaleza, sobre o qual você pode ler nesse artigo.


Referências: Cambará On-line e ICMBio

Aqui você pode conferir as condições atualizadas de visibilidade nos cânions Itaimbezinho e Fortaleza: http://twitter.com/PNAS_PNSG


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma doação de R$15 (ou outros valores) e nos ajude a manter o site funcionando e com novos artigos! Pense...  R$15 é menos que a diária de um camping e colaborando aqui você sempre terá aqui informações para continuar acampando por anos e anos! É barato e super simples e para nós faz toda diferença. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!