Barracas automontáveis, também conhecidas como barracas pop up, parecem mágica: elas se montam sozinhas!

A estrutura delas é feita em varetas circulares super flexíveis, que já vêm devidamente presas ao tecido da barraca. Ao tirar o produto da embalagem, as varetas se “desenrolam” automaticamente e a barraca se abre e se monta instantaneamente.

Assim, como um simples passe de mágica!

A foto é meramente ilustrativa! Você não precisa jogar ela assim para o ar para que ela se monte, basta tirar da embalagem que as varetas já se abrem e ela se monta.

A Quechua foi uma das empresas pioneiras na criação desse tipo de barraca. Depois outras marcas como Nautika, Mormaii, Mor e Hummer passaram a cmercializar também esses modelos. Mas atualmente a Nautika e Mormaii retiraram de linha esse model. Vale comentar ainda que, no momento, somente a Quechua possui barracas automontáveis com quarto e sobreteto; as demais estão trabalhando com modelos de parede única , ou seja, que não possuem sobreteto.

Esse tipo de barraca tem agradado muito especialmente àqueles campistas que não curtem o trabalho de montar e desmontar a barraca. Mas, assim como qualquer barraca, ela tem vantagens e desvantagens. Citamos abaixo algumas características das barracas automontáveis e analisamos suas vantagens e desvantagens, dependendo do seu uso. Confere:

Rapidez e praticidade

A grande vantagem de uma barraca automontável, como o próprio nome já diz, é que você não precisa montá-la – basta tirar da embalagem e ela se abre automaticamente! Daí é só colocar os espeques para prendê-la no chão e pronto! Em vez de passar 15/20 minutos montando, você pode ter ela pronta em menos de 1 minuto e com o mínimo de esforço.

Embalagem em disco

Uma das principais características desse tipo de barraca é o formato da sua embalagem para armazenar e carregar a barraca. Seu formato em disco a torna pouco prática para ser carregada. Dependendo do tamanho da barraca, até mesmo no porta-malas de um carro pode ser ruim de carregar.

Para mochileiros, ela se torna praticamente inviável, já que não pode ser colocada dentro da mochila e não existe uma forma fácil de acoplá-la na parte externa. Porém, em um modelo de barraca que o disco seja bem pequeno e usando umas cordas extras ou extensores, é possível dar um jeito de prendê-la atrás da mochila. É pouco prático e você vai ficar parecendo uma tartaruga, como é possível ver na imagem abaixo.

Definitivamente não recomendamos para ser usada por mochileiros, mas o formato em disco não chega a ser uma desvantagem se você viajar em um carro com espaço suficiente para a barraca.

Autoportante

As barracas desse tipo são autoportantes, ou seja, ficam montadas mesmo sem os espeques (na verdade elas são “super autoportantes” já que basta tirar da embalagem para que ela se automonte!). Essa característica permite que ela possa ser colocada sobre um piso duro como rocha ou cimento, já que não depende dos espeques para ficar armada.

Resistência a chuvas e ventos

Seu desempenho em situações de vento e chuva não pode ser generalizado para todas as barracas desse tipo, já que depende da impermeabilização do tecido e da quantidade de pontos de fixação que ela possui. Mas vale comentar que, via de regra, barracas de parede única e sem muitos pontos de fixação não são indicadas para serem usadas em situações de muito vento e muita chuva. Se for uma barraca pop up com sobreteto, já é mais garantido que você não vai passar perrengue na chuva.

Altura

Uma característica desse tipo de barraca é que os modelos menores, para uma ou duas pessoas, costumam ter o teto bastante baixo. Pode ser complicado até ficar sentado dentro dela. Vale sempre olhar atentamente as especificações da barraca para saber qual a altura dela.

Desmontagem

Na hora de guardar a barraca, você pode ter alguma dificuldade de fazer ela “dobrar” corretamente. Isso não é necessariamente um problema, uma vez que elas costumam vir com as instruções e, depois de tentar e errar algumas vezes, você “pega o jeito”. Quanto maior e mais complexo o modelo, mais complexo também será o esquema de dobra. Nos modelos um pouco maiores, pode haver ainda mais dificuldade, especialmente se uma pessoa for guardá-la sozinha.


 

Antes de finalizar, vale comentar que esse é um artigo básico, apenas para explicar características gerais desse tipo de barraca. Mas cada modelo é único, com suas vantagens e desvantagens. Futuramente faremos reviews de alguns modelos e daí sim analisaremos com mais detalhamento cada barraca.

Você possui ou já acampou com uma barraca automontável? O que achou? Comente abaixo!


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma pequena doação, o quanto você puder pagar... Essa é uma forma de manter nosso site funcionando. Qualquer valor para nós faz toda diferença para ajudar a manter o site no ar. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPousada e Camping Portal da Lua
Próximo artigoCamping Portal de Paraty

Porto-alegrense, mochileira, campista e formada em turismo. Um dia ela resolveu unir todas suas paixões: natureza, viagens, campismo, biologia, geologia, turismo e se tornou co-fundadora deste site.