O moto campismo é um estilo diferente de viajar, que une o camping à aventura de mochilão e ao passeio motociclístico. É a junção das tribos de campistas, mochileiros, motociclistas em um só modo de curtir o campismo, tanto em campings organizados e estruturados quanto em ambientes naturais e selvagens.

Como se sabe, nem todo campista é motociclista, nem todo mochileiro é motociclista, e nem todo motociclista já experimentou a praticidade do camping. Por que não juntar tudo isso? Isso é o Moto Campismo!

Para o mochileiro que já se aventura por aí, que já se pegou na situação de ter que ficar implorando por caronas, ficou horas esperando um transporte público, ficou carregando todo o peso da tralha no mochilão nas costas, teve que dormir na rodoviária porque perdeu o último ônibus do dia… Para estes mochileiros, optar por adquirir uma motocicleta poderia maximizar o potencial de suas aventuras, sendo possível ir mais longe em menos tempo e portanto curtir muito, muito mais!

No meu último camping de Carnaval, em 2014, observei um casal que estava no mesmo camping que eu. Eles estavam esperando num ponto de ônibus para ir à cidade, enquanto eu saí para um passeio a pé na praia. Andei a praia toda, sentei na areia apreciando a paisagem, meditando sobre a vida, só eu e Deus. Após cerca de duas horas nesse transe ecológico-espiritual, voltei ao camping e, para minha surpresa, o casal ainda estava lá esperando pelo ônibus e implorando carona a cada carro que passava. Pensei: se eles estivessem de moto, não estariam perdendo esse maravilhoso e precioso tempo… Estariam curtindo, e não estressados… 🙁


Tempo e Custos

Para os campistas de carro, optar por uma motocicleta pode dar a impressão de estar reduzindo o conforto que os veículos quatro-rodas oferecem. Por outro lado, há inúmeras vantagens que surgem ao se fazer a primeira viagem de moto! Algumas delas são:

  • Viajar de moto reduz o tempo de viagem consideravelmente.
  • Não há impedimento de trânsito, congestionamento, semáforos, filas etc.
  • Há também a redução dos gastos de viagem, pois as motocicletas são isentas nas praças de pedágio, ou têm valor reduzido.
  • Em estacionamentos, as motos pagam nada ou pouquíssimo.
  • Motos são práticas e ágeis. Basta tomar as devidas precauções e respeitar os limites das regras de trânsito e segurança.

Os gastos com a motocicleta existem, mas são muito poucos se comparados com os custos de ônibus interurbano, transporte público local, táxi, pedágios, estacionamentos etc.

Em minha última viagem, percorri 200 quilômetros (ida e volta) e ainda estou com meio tanque, ou seja, cerca de 10 litros foram gastos na viagem com minha moto Yamaha Fazer 250 cilindradas (tanque de 19 litros). Gastei 18 reais para encher o tanque ao chegar em casa. Quanto custaria com um carro? E com ônibus interurbano?


Transporte do peso

O moto campismo é melhor porque o mochileiro deixa de ficar dependente de caronas, transporte público, aguentando todo o peso de sua tralha. A moto carrega o peso do mochilão e aumenta consideravelmente o volume que se poderia carregar nas costas. A moto carrega tudo por você!

Basta obter bolsas próprias para motos, tais como alforjes laterais e/ou frontais, bolsas de tanque, baús e até mesmo seu querido e fiel mochilão nas costas, mas apoiado no banco do garupa, diminuindo o peso. É um enorme progresso para o mochileiro passando para um modo mais prático de se aventurar.

Os mais recentes equipamentos de camping são compactos e leves e podem ser levados na moto facilmente. Portanto, aconselho que todo membro de motoclube ou motociclista de fim de semana adquira um equipamento básico para o moto campismo.

Eu mesmo passei de mochileiro para o moto campismo assim que adquiri minha primeira moto.

Hahaha. É lógico que isso foi um exagero, mas realmente levei metade disso.

Nesta moto, instalei uma grade (grelha) na traseira com Sissy Bar (um encosto alto), onde eu podia amarrar a mochila. Também coloquei alforjes laterais e um frontal com ferramentas. A viagem foi de Campinas-SP até Bueno Brandão-MG.


Tipo de moto

O tipo da motocicleta irá depender do seu estilo, não somente em relação ao campismo, mas também à sua utilização no dia a dia. Não acredito que alguém irá comprar uma moto só para deixá-la guardada com o equipamento de camping… Você provavelmente comprará uma moto para o uso diário de transporte. Ou talvez você já possua uma moto e ainda não tinha se dado conta de que ela é perfeita para o moto campismo.

Meu conselho é que um mochileiro use motocicleta de 125cc. Já se for um casal, uma moto 250cc seria o ideal para suportar o peso de ambos mais o equipamento. Quanto maior a cilindrada, mais força e potência.

Há também o estilo de pilotagem, entre motos custom cheias de cromados e adaptações, os fora de estrada (cross), assport, e muitos tipos diferentes. (Deixo para quem sabe mais de motos para explicar isso melhor.)


Acampar com moto

Para os motociclistas já acostumados com os passeios de fim de semana, os bate-volta de domingo, e os passeios em grupo de amigos ou com o motoclube, por que não adaptar o moto campismo a esta aventura?

Em vez de limitar o seu passeio a um único dia, o motociclista pode sair na sexta após o trabalho e pegar a estrada, dando aquela longa esticada bem mais distante, porque você não terá que voltar tão cedo. Chegará na sexta a um camping, montará sua barraca e na manhã seguinte irá desbravar todas as maravilhas locais, os pontos turísticos, conhecer a localidade com a disposição de uma noite bem dormida. Curtirá o sábado, e só no domingo à tarde desmontará o acampamento e retornará revigorado à sua cidade.

Aproveitamento do tempo

Em relação a ir acampar com carro, o moto campismo é mais vantajoso porque você pode aproveitar mais o tempo no camping, pois gasta-se menos tempo preso no trânsito. Em feriados prolongados, por exemplo, os congestionamentos forçam os campistas de carro a deixar o camping com muita antecedência, já antevendo o tempo que será gasto parado na estrada. É um tempo precioso que poderia ser usado para contemplar o local e aproveitá-lo ao máximo até o último minuto.

A estrada pode estar totalmente congestionada e parada por quilômetros, mas as motocicletas podem se utilizar dos corredores, cautelosamente e em baixa velocidade. Não precisam sequer parar nos pedágios, ou em alguns casos precisam pagar valores mínimos. Tenha sempre um dinheiro acessível para não ter que descer da moto e ter que abrir a mochila em busca do dinheiro.

Estacionamento

Alguns campings cobram o estacionamento dos veículos, pois estes estão ocupando espaço do gramado que poderia muito bem ser ocupado por uma ou mais barracas. Quanto maior o veículo, ou a quantidade deles, menos barracas e menos renda para o proprietário do camping, por isso a cobrança. O moto campismo é benefício para ambos, campista e proprietário, pois ocupam menos espaço.

No último camping que fui, não havia mais espaço para carros no estacionamento, mas minha moto estava ali, entre duas árvores, onde não caberia um carro. A moto cabe em qualquer lugar, até mesmo junto à barraca!

Passeios facilitados

Uma vez montada a barraca, a motocicleta ainda facilita a saída para visitar os pontos de interesse local, ir comprar comida, almoçar ou jantar, indo e vindo facilmente, sem depender de transporte público ou caronas.

Ainda, para completar, a moto não é um equipamento somente para o camping, ela passa a ser um transporte prático do dia a dia e, tomando os devidos cuidados ao pilotá-la, é um veículo prazeroso e vantajoso.

Não é a toa que a moto é um símbolo de liberdade. Por que não juntar à sensação da liberdade do camping?


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma pequena doação, o quanto você puder pagar... Essa é uma forma de manter nosso site funcionando. Qualquer valor para nós faz toda diferença para ajudar a manter o site no ar. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!

  • Guilherme Lima

    Renato, muito legal seu artigo. Sou motociclista há alguns anos e campista desde criança. Já percorri o Uruguai no verão passado, de XRE 300 e com minha namorada. Acampamos muito bem. Hoje, estou com uma moto esportiva, que reduz minhas possibilidades de armazenagem e transporte de equipamentos. Por outro lado, a barraca iglu para 4 pessoas (pesada e muito volumosa) foi substituída por uma Quechua de Hiking, para 2 pessoas. Leve e compacta para o transporte (apenas 35x18x18). Estou preparando minha viagem para as férias agora em janeiro 2015. Voltarei para o Uruguai, mas desta vez sozinho. Levarei barraca, saco de dormir e acessórios básicos dentro de um alforje de garupa (estilo de alforje utilizado para motos esportivas). Viajar e andar de moto são minhas paixões e, adicionando o campismo, só podia resultar em amor. 🙂 Abraço. Guilherme Lima

    • Lucas Florencio

      Cara so por curiosidade quanto tu gasta em média nesses km rodados?

  • Kainã Aguiar Ferreira

    Cara, muito bacana sei artigo.. descobro que sou um moto campista e nem sabia.. chega deu vontade de fazer um passeio de final de semana…vou nessa!

  • Gustavo Novaes Tortorelli

    Também gostei do artigo. Faz tempo penso em viajar de moto. Tinha uma DragStar e agora tenho uma Versys. Comprei os alforges laterais mas que imagino não suportam muito peso. Gostaria de dica do que costumam levar e acomodar a bagagem. Pretendo viajar no feriado de novembro 2016 com minha esposa (resta pouco tempo pra resolver) para algum camping em Ubatuba.

  • Rafael Rodrigues

    Muito bom este artigo, parabens!!!
    Estou motivado a seguir este estilo de vida.
    Minha primeira aventura com minha CG Fan 150cc,sera de maringa à bonito á foz do iguaçu, em janeiro.