Quem sai para acampar e fazer atividades ao ar livre está sempre propenso a pequenos (ou sérios) acidentes, o que pode ser um problema quando se está longe de um hospital ou centro urbano. Com esse artigo, queremos ajudar os aventureiros a montar um kit de primeiros socorros, com artigos básicos que devemos ter sempre em nossa mochila. São coisas pequenas, simples e leves, mas que, na hora da emergência, podem salvar uma vida.

Na  maioria dos acidentes, os 10 primeiros minutos são fundamentais para a vítima. Sendo assim, ter um material adequado e saber realizar um atendimento básico correto pode fazer toda a diferença em uma situação de emergência.


Estojo

Você vai precisar de um local para colocar o kit. Pode ser um estojo especificamente para isso como esses mostrados abaixo. Mas também  pode ser uma nécessaire, um saco plástico ou até mesmo uma pequena caixa. O importante é ter um local onde os medicamentos fiquem unidos e protegidos.


KIT

– 6 pares luvas de procedimento – para sua própria proteção, use sempre que for realizar um  procedimento, pois ele é um Equipamento de Proteção individual (EPI);

– 5 pacotes de gaze médias com 10 unidades cada – para assepsia (limpeza) da área atingida e para utilizar nos curativos;

– 2 pacotes de gaze grandes, com 1 unidade cada – para uso em controles hemorrágicos e curativos para ferimentos de grande extensão;

– 4 ataduras – para imobilização de fraturas ou para cobrir os ferimentos;

– 1 tesoura sem ponta – para auxiliar no corte de talas, fitas e roupas, se houver necessidade;

– 1 termômetro – para controle de temperatura;

– 1 lanterna pequena – para apoio em atendimentos noturnos;

– 1 caixa de band-aid – preferencialmente uma caixa que tenha o produto em tamanhos e formas variadas, para cobrir diferentes ferimentos;

– 1 rolo de esparadrapo – para prender os curativos ou outras coisas;

– 1 rolo de micropore – para prender os curativos;

– 1 manta térmica – para controle térmico em casos de queda de temperatura;

– 1 tubo de soro fisiológico 250 ml – para a assepsia dos ferimentos (se peso e volume não for um problema, o ideal é levar 2 tubos);

– 1 pinça – para remoção de farpas, espinhos ou objetos estranhos;

– 6 cotonetes – para assepsia de pequenos ferimentos.


Medicamentos

Uma observação importante: os medicamentos são de uso próprio e, em teoria, só podem ser utilizados por outras pessoas sob orientação médica, pois somente um profissional poderia indicar o medicamento certo para cada paciente. Mas é sempre bom termos medicamentos em geral – sem tarja preta ou vermelha – que podem ser necessários caso alguém não possua. Apenas fique sabendo que, se o remédio der reações na pessoa que ingeriu, quem forneceu a medicação é que será responsabilizado.

– Antiinflamatório

– Antiácido

– Antitérmico

– Anticéptico (tipo mertiolate)

– Antialérgico

– Relaxante muscular

 


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma pequena doação, o quanto você puder pagar... Essa é uma forma de manter nosso site funcionando. Qualquer valor para nós faz toda diferença para ajudar a manter o site no ar. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!


COMPARTILHAR
Técnico em Segurança do Trabalho, já trabalhou voluntariamente como resgatista e atualmente trabalha no Instituto do Câncer Infantil e realiza palestras sobre Primeiros Socorros.