Em fevereiro de 2013 fiz uma viagem de 15 dias acampando pelo litoral do Paraná e um dos locais visitados foi a fantástica Ilha do Superagui, que me fascinou completamente! Esse post surgiu das experiências nessa viagem.

Sobre a Ilha do Superagui

Superagui é uma ilha localizada no Litoral Norte do Paraná, na divisa com São Paulo. A Ilha do Superagui pertence ao Parque Nacional Superagui e possui apenas dois pequenos vilarejos, sem grandes estruturas ou atrativos.

É possível dizer que um dos principais motivos que levam as pessoas à Ilha é para conhecer um lugar simples e rústico, onde, durante quase todo o ano, a paz reina absoluta em uma pacata comunidade de pescadores. O turismo já existe no local como atividade de renda complementar para alguns moradores, mas o movimento de visitantes só é significativo nos meses de verão. Durante o resto do ano, os turistas não passam de alguns viajantes curiosos que buscam desvendar um belo destino ainda bastante preservado.

Para quem visita a Ilha do Superagui, um dos principais atrativos é conhecer a Praia Deserta, onde, como o próprio nome diz, não há muito o que fazer além de curtir o mar e caminhar pelas suas areias brancas. São 38 km de restinga, areia e mar, sem qualquer estrutura ou urbanização. A praia começa junto ao rio, que corta parte da ilha, e termina no extremo norte, no canal Varredouro, onde a ilha faz a divisa com o estado de São Paulo.

Se você ficou se perguntando o que fazer em uma ilha cujo atrativo principal é uma praia deserta, aqui vão nossas dicas!


Caminhe

Na Ilha do Superagui, há uma trilha que leva da comunidade até a Praia Deserta. A trilha é simples, fácil e bonita e demora cerca de 1h30 para ser percorrida do início ao fim. É algo que poderíamos chamar de o passeio mais tradicional de Superagui.

Saindo da comunidade, também é possível ir caminhando pela praia até a Praia Deserta – é uma paisagem linda e ao mesmo tempo monótona. Essa caminhada, da comunidade até o rio pela praia, dura cerca de 2h.

É possível também fazer um circuito circular, indo pela trilha e voltando pela praia. O inverso não é muito recomendado se você não conhece a entrada da trilha, pois a partir da praia é difícil identificar onde ela começa.

Caminhe muito!

Se você é do tipo que gosta de uma boa pernada, que tal enfrentar uma caminhada a pé por toda a Praia Deserta? São “só” 38 km de extensão!

Mas se lembre que não há qualquer estrutura na praia, ou seja, leve tudo que for precisar, inclusive muita água, comida e material de camping se desejar acampar no meio do caminho, o que pode ser uma ótima ideia!

Ilha do Superagui

Pedale

Há pessoas que vão para a Ilha do Superagui exatamente para curtir uma aventura sobre duas rodas, pedalando pelas areias, tanto pela trilha como pelas praias, que parecem não ter fim. E você nem precisa levar sua bike até lá – dá para alugar uma magrela na Ilha mesmo! Quem aluga é o Carioca, proprietário da pousada Sobre as Ondas – mas não espere uma boa bicicleta… São todas antigas e meio enferrujadas, mas dão para o gasto.

Se você prefere levar sua própria bike, não há problemas, muitas pessoas fazem isso.

Pedale muito!

Para quem encara uma pedalada mais longa, saiba que é possível (e muitas pessoas fazem isso!) fazer de bike o percurso por toda a Praia Deserta até o limite com São Paulo! Lá, pega-se o barco que atravessa o Canal do Varredouro para seguir viagem no estado vizinho.

Se você curte pedalar, esse é um ótimo programa! Mas para essas pedaladas mais extensas, não confie muito nas bikes alugadas na Ilha: nesse caso, aconselhamos levar seu próprio equipamento.

Observe

Na baía em frente à vila de pescadores, é comum poder avistar bandos de botos que nadam por essas águas tranquilas em busca de alimento. Eventualmente, até algumas baleias usam as águas dessa região para descansar, antes de voltar para zonas mais geladas. Fique atento ao movimento nas águas, você pode ter ótimas surpresas!

Outros animais que podem ser vistos pela Ilha são o mico-leão da cara preta e os papagaios-de-cara-roxa. Esses últimos, diariamente, fazem uma revoada ao amanhecer e ao entardecer na Ilha do Pinheiro, que fica próxima a Superagui. Quem quiser observar esse belo evento mais de perto pode formar um grupo de cerca de 5 pessoas e alugar um barco para ir até a ilha. Informe-se sobre isso com os pescadores ou na sede do ICMBio.

Outros animais que merecem atenção são os siris: eles fazem o agito diário das praias! Com tanta, tanta areia e tão pouco movimento de pessoas, Superagui é o paraíso para esses simpáticos animais. Eles passam o dia cavando buracos e circulando por toda parte em busca de alimentos. Em qualquer lugar da praia que você caminhar, sempre haverá um siri observando você. Aproveite e os observe também!

Ilha do Superagui

Faça nada…

A Ilha do Superagui e seu clima pacato é um total convite ao ócio, ao mais puro prazer de fazer nada! Caminhe pela praia, encontre um bom lugar, sente, ou deite e faça nada. Medite, pense na vida, sinta o vento, o sol, olhe o céu, o mar, os barcos que passam. Acompanhe o movimento dos siris na areia. Se quiser, durma, de tanto fazer nada!

Aproveite a oportunidade única que a Ilha lhe oferece para ficar parado e fazer o contrário de tudo que você faz na rotina agitada do dia-a-dia.

Ilha do Superagui


Sobre os Campings

Existem cerca de 15 campings na Ilha do Superagui (acesse aqui para ver eles ). A maioria deles fica na beira da praia (praticamente um ao lado do outro). Todos possuem uma estrutura bastante simples, já que normalmente são apenas um terreno junto à casa de moradores locais.

De uma maneira geral, pode-se dizer que existem basicamente dois tipos de estrutura:

Terreno + Banheiro = Diária cerca de R$15 (atual. 2016)

Terreno + Banheiro + Cozinha comunitária = Diária cerca de R$20 (atual. 2016)

Junto a alguns deles, funciona também algum restaurante ou bar.

Tendo todos uma estrutura tão parecida, o que diferencia um do outro é a limpeza do local e o cuidado com o terreno e a estrutura. Quando visitamos os campings, havia alguns bastante sujos e mal cuidados, enquanto outros eram varridos e limpos diariamente, mesmo sem campistas no local.

Na ocasião em que estivemos na Ilha, em fevereiro de 2013, muitos campings estavam fazendo reformas e investindo em melhorias na sua estrutura.

Uma característica de alguns campings é que eles trabalham recebendo grupos ou excursões e, normalmente, nesse momento, não recebem outros turistas. Ou seja, o camping fica “fechado” apenas para o grupo. Então, se você faz questão de ficar em algum camping específico, é bom sempre dar uma ligadinha antes.

Outros meios de hospedagem: não há luxos na Ilha! Tudo que se pode encontrar, além dos campings, são algumas pousadinhas simples e um hostel.


Opções de Acesso

Para chegar à Ilha, há opções de barcos que saem de Paranaguá ou de Guaraqueçaba.

Horário de Barcos

Paranaguá a Superagui – Segunda a sábado – 14:30

Superagui a Paranaguá – Segunda a sábado – 07:00

Duração da viagem: 2h30 a 3h30, de acordo com a rota e as condições climáticas e de maré.

Barcos: Megatron, Salmo 123 e Silvano Sena

Contato: (41) 3482-7131 / (41) 9806-0119 (Cézar) / (41) 3482-7146 (Jacó) / (41) 3482-1249 (Rone)

Guaraqueçaba a Superagui – Segunda, quarta e sexta-feira – 14:00

Superagui a Guaraqueçaba – Segunda, quarta e sexta-feira – 07:00

Duração da viagem: 2h30 a 3h, de acordo com as condições climáticas e de maré.

*Todos os horários estão sujeitos à alteração sem aviso prévio.

Antes de ir para Superagui, já estávamos em Guaraqueçaba, quando descobrimos que o barco que fazia a travessia para a ilha havia sido “apreendido” e ficaria alguns dias sem operar a linha.

Acabamos tendo que negociar a travessia com um barqueiro que encontramos ali no píer.

Ou seja, os barcos que fazem a linha regular existem, mas esteja aberto à possibilidade de precisar usar um transporte “alternativo” para chegar à ilha.

>> Mais detalhes sobre a viagem que deu origem a esse post podem ser lidas no Blog Um mundo sob dois pés.


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma pequena doação, o quanto você puder pagar... Essa é uma forma de manter nosso site funcionando. Qualquer valor para nós faz toda diferença para ajudar a manter o site no ar. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorKit de Primeiros Socorros
Próximo artigoReview do Pote Multiuso Dobrável da Guepardo
Porto-alegrense, mochileira, campista e formada em turismo. Um dia ela resolveu unir todas suas paixões: natureza, viagens, campismo, biologia, geologia, turismo e se tornou co-fundadora deste site.
  • Alessandra Haas Sanches

    Olá, tudo bem?
    o link ali em cima dos campings de superagui não está funcionando… vc poderia me indicar um camping bom e como vc disse, aqueles que limpam diariamente? hahah
    obrigada!
    Alessandra

  • ANDRE KLOSS

    Parabéns, o site é muito bom.

  • Marlon Chagas

    Ola.. Alguem sabe me dizer se os horarios dos barcos Paranaguá – Superagui procedem? Meu interesse é ir no carnaval. Estamos em um grupo de mais ou menos 20 pessoas… A ideia é ir sábado de carnaval dia 06 e retornar terça de carnaval dia 09/02/2016, porém percebi que nao existem informações exatas e precisas sobre os barcos.. Pra ir chega no fim da tarde e pra voltar embora o barco sai 7h da manhã.. seriam dois dias perdidos..

    • Olá Marlon,
      As informações são sempre imprecisas mas no carnaval é bem possível que tenha mais horários! Recomendo ligar para os telefones citados acima (no post). Qualquer informação na internet pode não ser correta, se você tem restrição de dias e horários o melhor é conformar com os barqueiros.
      Abraços e ótimo carnaval! Superagui é um paraíso… aproveitem!

  • Carla Campos Cabral

    Oi, tudo bem?

    Como faço para chegar na Ilha saindo de SP? Pego bus ou avião para onde? E chegando lá pego bus para algum outro lugar? Totalmente perdida hahaha

    Obrigada!

    Carla

    • Olá Carla, acredito que o aeroporto mais perto seja o de Curitiba. De Curitiba para lá você precisa ir até Paranaguá (de ônibus) e de lá pegar o barco.
      Sugiro dar uma olhada no google maps e buscar outras fontes de informação para se orientar melhor.
      Abraços!

      • Carla Campos Cabral

        Legal! Muito obrigada 😀

  • Ney Martins

    olá, tudo bem?
    poderia me informar sobre preços de comida, bebida, cervejas, como é o custo lá? tem mercado?
    desde já agradeço

    • Olha já faz quase 3 anos que estivemos lá, não sei informar valores atualizados. :/
      Se não me engano tinha um mercadinho com coisas básicas apenas.