Uma das coisas mais dispensáveis para quem curte acampar é passar frio!

Na maior parte do Brasil, durante quase todo o ano, você pode acampar normalmente sem passar frio, usando apenas um saco de dormir, roupas do dia a dia e talvez um agasalho leve. No entanto, no inverno, na Região Sul, em serras ou áreas de maior altitude, a realidade é bastante diferente – se você não estiver preparado você pode passar frio, muito frio!

A situação se torna mais crítica durante a noite, na hora de dormir, quando as temperaturas caem e nosso corpo se resfria ao entrar em estado de repouso. Se o frio for muito intenso, você corre o risco de não conseguir dormir e passar a noite tremendo. Em uma situação mais extrema, você até pode vir a ter uma hipotermia .

Mas nós não queremos que isso aconteça! Ao longo desse artigo, daremos várias dicas para evitar de passar frio, especialmente durante a noite.

O conselho mais importante de todos é: não subestime o frio, jamais! É preferível carregar peso e volume extra do que não dormir durante a noite devido ao frio. Talvez no calor e conforto da sua casa, fazendo a mochila, você pense em dispensar alguns itens, pensando que não serão necessários, mas você mudará de opinião quando estiver acampando no frio e longe do conforto do seu edredom. É simples: se a previsão é frio, prepare-se para ele!

Acredite nesse conselho: nunca subestime o frio!

Frio


Equipamentos

Barraca

Se você já está pensando em acampar no frio, veja se a sua barraca possui os itens que falamos logo aí embaixo. Se não, considere adquirir uma barraca que atenda a esses requisitos!

1. Prefira sempre uma barraca com quarto e sobreteto que cubra toda sua extensão, não apenas a parte superior. Iglus que possuem apenas um toldinho na parte superior definitivamente não são indicados para temperaturas frias.

2. Certifique-se de que sua barraca possui alguma janelinha no sobreteto que possibilite a troca de ar entre o ambiente interno e externo. Se tiver, não feche ela! Essa abertura poderá trazer um pouco do ar frio para dentro da barraca, mas ainda assim é importante deixá-la aberta. O ar precisa circular entre a parte interna e externa para que haja renovação do oxigênio, e o ar quente, que sai da nossa respiração, não fique condensado nas paredes internas.

3. Utilize uma barraca que seja impermeável, com coluna de água  de 800 mm, no mínimo. Uma coisa é sua barraca não resistir à chuva e suas coisas (e você) ficarem molhadas a uma temperatura acima de 20ºC; outra coisa muito mais grave é sua barraca não resistir à chuva e suas coisas (e você!) ficarem molhadas a uma temperatura abaixo de 10ºC. Durante o frio, estar seco é essencial.

Isolante térmico

Item 100% indispensável para quem acampa no frio. Além de isolar o frio que vem do solo, ele também evita que a umidade passe para o corpo. Jamais acampe no inverno sem um isolante.

4. Existem diversos tipos de isolantes – de EVA, dobráveis, infláveis, auto-infláveis etc. Qualquer tipo é válido e mais eficiente que os colchões de ar, que podem ser mais confortáveis, mas não isolam o frio.

5. Quanto maior a espessura, mais confortável e maior o isolamento. Os isolantes de EVA costumam variar de 6mm a 12mm. Normalmente, 6mm já são o suficiente para o frio do Brasil, mas os de 12mm oferecem segurança e conforto extra (e peso e volume maiores, obviamente).

6. Se seu isolante possui uma face aluminizada, utilize-a voltada para cima, em contato com o saco de dormir. O objetivo da lâmina de alumínio é refletir o calor do seu corpo e manter aquecido.

Saco de dormir

O saco de dormir é a sua cama no acampamento. Se você costuma acampar no frio, vale a pena investir em um saco de dormir que mantenha seu corpo aquecido mesmo em baixas temperaturas. Existe uma variedade infinita de sacos de dormir à venda no mercado brasileiro, com valores que variam de R$ 50 a R$ 1000 (fora os mais técnicos). Toda essa variação diz respeito à marca do produto, qualidade e temperatura que ele é capaz de aquecer.

7. Se você pretende investir em um saco de dormir para acampar no frio, procure nas especificações do produto para qual temperatura ele é indicado. Muitas marcas trabalham com duas temperaturas: conforto e extremo. Saiba que, com a temperatura extremo, você passará frio dentro dele. Tenha sempre como base a temperatura conforto.

8. Dê preferência para sacos de dormir que sejam do tamanho do seu corpo, que não fique sobrando um monte de tecido. Quando mais “grudadinho” no corpo, mais ele irá aquecer.

9. Não coloque a cabeça inteira para dentro do saco de dormir. Além de faltar ar, se seu saco de dormir não tiver uma tecnologia para evitar a condensação, sua respiração começará a molhar a parte interna.

10. A maioria dos sacos de dormir vem com capuz, que pode ser ajustado ao redor da cabeça para mantê-la quente.

Cobertas/mantas

Se você já possui um saco de dormir que não está adequado a baixas temperaturas e você não tem interesse/condições de investir em um equipamento mais técnico, dependendo do frio, você possivelmente vai precisar levar uma coberta extra.

11. Se você não pode levar muito volume/peso, invista em uma coberta de fleece. A dica é colocá-la por dentro do saco de dormir. Se o tamanho permitir, enrole seu corpo nela e entre no saco de dormir. A manobra pode ser complicada, mas essa “técnica apuradíssima” poderá compensar se seu saco de dormir não for dos melhores.

12. A Trilhas & Rumos possui uma manta de fleece  que já vem com fecho na lateral, daí é só encaixar dentro do saco de dormir. É um equipamento útil e prático.

13. A Sea to Summit possui linners chamados Thermolite que, com um tecido pequeno e leve, prometem elevar em 15ºC a temperatura. Ainda não tivemos a oportunidade de testar a eficiência do produto.

Frio


Na hora de dormir 

14. Hidrate-se

Quando estamos desidratados, o corpo sente mais frio, por isso não durma com sede; é importante dormir com o corpo devidamente hidratado. Algumas pessoas evitam beber água antes de dormir para não correr o risco de ter que sair para urinar no meio da noite. Não estamos dizendo para você tomar um litro de água antes de dormir. Mas, especialmente se você passou o dia realizando atividades físicas, é bom estar bem hidratado antes de dormir. Tome pelo menos um copo de água. Obviamente que também é importante estar bem alimentado!

15. Aqueça-se com uma bebida quente

Se puder, antes de dormir, em vez de tomar um copo de água tome um chá quente. Ele fará as duas funções: hidratar e aquecer. Ou, se preferir beba leite, café ou outro líquido quente, preferencialmente logo antes de deitar. Vale lembrar que o saco de dormir não irá aquecer você, e sim impedir que você perca calor; sendo assim, quanto mais quentinho você deitar, melhor.

16. Utilize o calor humano

O corpo humano é uma estufa natural e muito poderosa para ser usada em acampamentos. Se você estiver acampando sozinho em uma barraca, a chance de passar frio é maior. Quanto maior for a barraca, mais frio você passará, já que seu corpo não conseguirá manter o ar interno em uma temperatura agradável. Em temperaturas muito frias, procure dividir a barraca com outras pessoas. Se você tem preconceitos, esse é o momento de se livrar deles; e se você tem segundas intenções, é hora de aproveitar! Dividir a barraca com amigos e ficar conversando até altas horas é no mínimo divertido e, na hora de dormir, evita que você passe a noite acordado tremendo de frio. Claro, quanto mais pessoas dentro da barraca, maior precisa ser a circulação de ar entre o ambiente interno e externo. Mantenha sempre as janelinhas de respiração abertas, para não acordar com a parte interna da barraca toda molhada.

17. Aqueça-se durante a noite

Se você possuir uma garrafa térmica, uma ótima ideia é deixar um chá quente nela dentro da barraca e ao alcance das mãos. No meio da noite, se começar a esfriar demais, passe a mão na garrafa e beba um pouco. Isso irá aquecer seu corpo e será uma sensação ótima!

18. Aqueça seus pés durante a noite

Essa dica é ótima para quem sente muito frio nos pés. Antes de dormir, aqueça uma água (não deixe ferver) e coloque em uma garrafa, feche bem e coloque dentro do saco de dormir, nos pés. Você pode fazer isso com uma garrafa pet, um squeeze ou ainda o reservatório de água desses de mochila de hidratação. Mas atenção a duas coisas: nem todos os reservatórios de hidratação resistem a temperaturas muito quentes! Não deixe a água ferver e leia as especificações do reservatório. No caso dos squeeze, jamais faça isso se sua garrafa não veda corretamente. Se a água vazar e molhar seus pés, meias e saco de dormir em uma temperatura próxima de zero grau, você estará ferrado!

19. Faça uma fogueira – com cuidado!

De maneira geral, por uma questão de sustentabilidade, não incentivamos que as pessoas façam fogueiras. Além de prejudicar o solo, se não for feita em local adequado e com as técnicas corretas, pode vir a ser um perigo ambiental. Mas sabemos que, no inverno, dependendo da intensidade do frio, ter o calor de uma fogueira pode ser vital, especialmente durante noite. Jamais faça fogueira se você não possui experiência e conhecimento sobre como fazer isso. Não use roupas inflamáveis perto do fogo, não coloque as barracas próximas ao fogo. Com fogo, todo o cuidado é pouco.


Como se vestir

20. Vista-se em camadas

Essa é uma técnica muito usada por quem pratica esportes ao ar livre. Existem basicamente três camadas. A primeira é aquela que fica em contato direto com o corpo e tem a função de manter sua pele seca. Deve ser em um tecido sintético, facilitando a transferência do suor para a parte externa. A segunda camada tem a função de manter seu corpo quentinho. Normalmente um material bastante adequado para isso é um blusão de fleece. A terceira camada é aquela que mantém o corpo a salvo das intempéries externas, bloqueando o frio e a chuva. São normalmente casacos e jaquetas impemeáveis. Leia mais sobre como se vestir em camadas

Acessórios

Existem basicamente quatro acessórios que podem fazer total diferença na hora do frio: meias, luvas, gorros e mantas.

21. Use um gorro

De fleece ou de lã (ou ainda ecohead/brezze), o gorro ajuda a proteger a cabeça e mantê-la quentinha, especialmente durante a noite. Talvez pareça esquisito dormir de gorro, mas saiba que ele pode ser um acessório fundamental para manter você aquecido. Para passar a noite, prefira gorros lisos e de fleece, que são extremamente confortáveis para dormir. Se tiver algum que também cubra as orelhas, perfeito!

22. Use luvas

De fleece ou de lã, ou ainda outro material menos confortável, as luvas, além de aquecerem as mãos durante o sono, são muito úteis especialmente quando já escureceu, já está frio e você ainda não está “recolhido” dentro da barraca. Se você se incomoda em perder o tato, use aquelas que mantem as pontas dos dedos do lado de fora. Qualquer luva é melhor que luva nenhuma.

23. Use uma manta

Assim como as luvas, as mantas são extremamente úteis quando já está frio e você ainda não está dormindo. Manter a região do pescoço aquecida faz muita diferença. Se seu saco de dormir não possuir um colarinho de aquecimento na região dos ombros e pescoço, uma manta pode fazer essa função. Mas se você não se sentir seguro ou confortável para dormir com uma manta, dispense esse item na hora de dormir.

25. Use meias secas

Praticamente nem podem ser consideradas um acessório, já que são um item indispensável em qualquer acampamento ou aventura, mas é importante frisar sua necessidade especialmente com baixas temperaturas! Sempre tenha pelo menos um par de meias secas para a hora de dormir. Se você sente muito frio nos pés, invista em meias mais tecnológicas que mantenham seu pé mais aquecido. Se for muito friorento nos pés, invista em uma, duas, três, quantas forem necessárias.

 


Como vocês podem ver, esse é um artigo com dicas genéricas. Futuramente cada um desses itens será transformado em artigos específicos.

E aí, se sente mais preparado para enfrentar aquele frio no acampamento?


Atenção! Você curte nosso site e nosso trabalho? Curte as dicas e conhecimentos que produzimos? Então pedimos que você colabore fazendo uma doação de R$15 (ou outros valores) e nos ajude a manter o site funcionando e com novos artigos! Pense...  R$15 é menos que a diária de um camping e colaborando aqui você sempre terá aqui informações para continuar acampando por anos e anos! É barato e super simples e para nós faz toda diferença. Para doar apenas Clique no Botão abaixo!

  • Igor Pereira

    Uma duvida, a temperatura de conforto é baseada na temperatura externa ou interna? Por que vou acampar um um ambiente onde, a temperatura chega a -10ºC ou -15ºC, qual seria a temperatura conforto que devo buscar?

    • Tiago Borges

      Igor a temperatura conforto é a temperatura para mulher, é até nessa temperatura que uma mulher terá uma noite confortável.

      A Temperatura Limite é a mais baixa na qual um homem dormirá confortavelmente.

      E Temperatura Extrema já é considerada temperatura de risco, onde você terá uma forte sensação de frio e já começa a correr riscos.

    • Orlando

      Acampei na serra da Mantiqueira perto da base do Marinzinho por dez dias em julho. Levei um saco Super Pluma Gelo da Trilhas & Rumos, que consta ser: extremo -15C, tolerância -8 e conforto 0C. Toda noite acordava com frio de madrugada (bom, era pra ir no banheiro também) e colocava sobre o saco uma manta grossa, que por sorte eu tinha levado, e aí tudo bem. Dormi muito bem assim. Acho que devia estar uns zero graus de madrugada, ou no mínimo uns -4, por aí, não menos. Logo, não confie muito no que dizem, só testando.

    • Orlando

      Bom, é post antigo, mas gostaria de contribuir com uma experiência que tive recentemente. Acampei na serra da Mantiqueira perto da base do Marinzinho por dez dias em julho. Levei um saco Super Pluma Gelo da Trilhas & Rumos, que consta ser: extremo -15C, tolerância -8 e conforto 0C, com um isolante térmico Coleman, 1,6cm de espessura. A barraca era uma Minipack, que funciona muito bem no frio. Mas toda noite acordava com um pouco de frio de madrugada (bom, era pra ir no banheiro também), daí colocava sobre o saco uma manta que por sorte eu tinha levado, e daí ok. Dormi muito bem assim. Detalhe: quando eu ia dormir estava uns 10C, e às três da madruga a coisa ia para uns 0C, não menos. Acho que nem chegava a zero, porque não geou nenhum dia. Conclusão: é sempre bom desconfiar da tal “zona de conforto” declarada pelo fabricante.

  • Felícia Fischer

    Eu recomendaria usar o cobertor POR FORA do saco de dormir. A idéia do saco de dormir é manter uma parte de ar entre o seu corpo e o ambiente (como um iglu de esquimó), se preenchermos esse espaço com um cobertor, isso não vai funcionar.

    • Orlando

      Exato, é melhor colocar a manta sobre, e nunca dentro do saco, porque ele depende de uma camada de ar interna que deve sobrar para ser aquecida. Aí vale tudo: manta, blusa de lã, casaco, joga tudo em cima do saco! 😉

  • Raul Chaves

    Quero deixar uma pequena experiência.

    Saí para um passeio e acabei não conseguindo retornar, inevitavelmente fiquei no campo. Talvez tenha tido sorte em conseguir uma barraca emprestada… mas era só a barraca!
    Era uma noite de muito frio e o que me salvou foi deixar meus pés e minha cabeça mais altos que o restante do corpo e sem tocar o chão (nada de montinhos de terra ou areia por debaixo do chão da barraca, rs). Para isso, retirei minhas botas, fiz uma de travesseiro e outra de apoio para os pés. Dormi quase feito um passarinho, beeemm quase, mas incrivelmente não passei frio. De lá para cá faço isso sempre.

    As recomendações aqui no post são pra mim fundamentais, mas se depois disso tudo ainda continuar com um certo friozinho… fica mais essa dica.

    Parabéns pelo post Luíza… tem camping vindo aí pela frente, bem no inverno… e não vou deixar de mandar suas dicas pra minha galerinha. Valeu!

    • Obrigada por compartilhar sua experiência Raul!
      Desejamos ótimas acampadas…
      Abração,
      Luiza

  • Wagner Ferreira

    Jornal é seu melhor amigo nessas horas 🙂

  • Lucas Motta Pavão

    Muito boa as dicas! Faço uma indicação: levar consigo um cobertor de emergência. Item barato, leve, compacto e que pode salvar uma vida. Já usei e me salvou. =)